Espaço Vida Saudável

espaço vida Saudável convite.

Convite de inauguração do espaço Vida Saudável.

O que é um    

ESPAÇO VIDA SAUDÁVEL?

É um lugar onde, com a ajuda dos produtos, podemos diariamente mudar a vida  das pessoas e oferecer-lhe a oportunidade de conhecer novas formas de melhorar sua disposição e tornar suas vidas mais saudáveis.

Venha conhecer os benefícios de uma Nutrição Saudável.

Aprenda mais sobre bem estar e qualidade de vida.

espaço vida Saudável convite.

A partir de 07/03/2014

Confirme sua presença.

Contato:

Vera Brilhante

Telefone: 30135563 ou 985987968

horário: a partir de 07:30hs  e  17:00hs

 

PROTEÍNA

A palavra proteína origina-se da idéia de que as proteínas são essenciais para a vida e seu principal nutriente. As vitaminas – vita que significa vida e amina que significa proteína – ganharam seu nome através do conceito errôneo de que os aminoácidos, os tijolos de construção da proteína, eram os componentes essenciais para a manutenção da vida. Os aminoácidos essenciais são aqueles que não podem ser sintetizados a partir de outros aminoácidos por isso devem ser consumidos na dieta alimentar. A maneira usual pela qual os aminoácidos não essenciais são formados é através do metabolismo de outros aminoácidos. Todos eles têm uma estrutura básica de um nitrogênio alfa-amino e ácido carboxílico. As proteínas são encontradas nos animais e nas plantas, mas a mistura dos aminoácidos – os tijolos de construção da proteína – é obtida a partir de diferentes fontes. Como resultado disso, há 21 aminoácidos comuns, sendo 12 não essenciais e nove essenciais.

É fundamental para a vida manter uma correta quantidade de proteína nos músculos e órgãos e é o objetivo principal do ajuste à fome. De fato, a perda de mais de 50% da proteína corpórea é incompatível com a vida. A proteína é estocada nos órgãos e não há nenhum compartimento transitório.

A Importância da Proteína
Há evidências de que, aumentando de forma modesta a proporção de proteína na dieta e, ao mesmo tempo, controlando a ingestão total de calorias, é possível:

  • Melhorar a composição corporal;
  • Facilitar a perda de gordura;
  • Melhorar a manutenção do peso corporal depois da perda de peso.

Retenção da Gordura
A humanidade está muito bem adaptada à desnutrição e à fome e essa adaptação reflete-se tanto na maneira como o corpo armazena energia e como ele utiliza esse armazenamento quando o alimento ingerido é reduzido ou completamente eliminado:

No homem médio de 70 kg, a maior reserva de calorias está na forma de gordura no tecido adiposo com aproximadamente 135.000 calorias* armazenadas em 13,5 kg de tecido adiposo.

*Uma caloria alimentar equivale a 1.000 calorias ou um kcal, mas para simplificar simplesmente serão conhecidas como calorias. Você também pode ver as calorias da dieta grafadas como “calorias”.

Nos indivíduos obesos, esse compartimento de reserva pode ser largamente expandido com a alimentação excessiva no longo prazo.

Existem aproximadamente 54.000 calorias armazenadas como proteína tanto em músculos como em órgãos, tais como o coração e o fígado. Apenas metade dessas calorias pode ser transformada em energia já que o esgotamento abaixo de 50% do total de proteína armazenada é incompatível com a vida.

Além de ser fonte de energia, a proteína tem um papel funcional em diversos órgãos, aí incluídos, o fígado; e a sua diminuição está associada com a diminuição da imunidade à infecção.

Na verdade, a causa de morte mais comum durante uma epidemia de fome é pura e simplesmente uma pneumonia bacteriana. Conservar a proteína é uma adaptação intimamente ligada à sobrevivência durante uma epidemia aguda de fome.

Shakes – Substitutos de Refeição e Manutenção do Peso
Estudos demonstram que os Shakes que substituem refeições são uma forma viável de manutenção do peso, como é reconhecido pela European Food Safety Authority e que o aumento da proteína para cerca de 30% da taxa metabólica de repouso, como estimado por bioimpedância, leva a uma maior perda de gordura com a retenção de massa corpórea magra.

esta matéria e muitas outras você pode encontrar no site da Herbalife

http://www.herbalifenutritioninstitute.com/br/

e muito mais.

A_CAUSA_PRIMÁRIA_DO_CÂNC ER

H-_0Z9TStUI]

A_CAUSA_PRIMÁRIA_DO_CÂNC ER Sabiam que no ano de 1931 um cientista recebeu o prêmio Nobel por descobrir a CAUSA PRIMÁRIA DO CÂNCER? Mas espera aí! Se a causa foi descoberta, por que ainda não descobriram a cura? Foi este senhor: Otto Heinrich Warburg (1883-1970). Prêmio Nobel em 1931 por sua tese “A causa primária e a prevenção do câncer”. Segundo este cientista, o câncer é a conseqüência de uma alimentação antifisiológica e um estilo de vida antifisiológico. Por quê?… Porque uma alimentação antifisiológica – dieta baseada em alimentos acidificantes + sedentarismo, cria em nosso organismo um ambiente de ACIDEZ. A ACIDEZ por sua vez, EXPULSA o OXIGÊNIO das células!!! Ele afirmou: “A falta de oxigênio e a acidez são as duas caras de uma mesma moeda: quando você tem um, você tem o outro.” Ou seja, se você tem excesso de acidez, então automaticamente falta oxigênio em seu organismo! Outra afirmação interessante: “As substâncias ácidas repelem o oxigênio; em oposto, as substâncias alcalinas atraem o oxigênio.” Ou seja, um ambiente ácido, sim ou sim, é um ambiente sem oxigênio. E ele afirmava que: “Privar uma célula de 35% de seu oxigênio durante 48 horas, pode convertê-la em cancerígena.” Ainda segundo Warburg: “Todas as células normais tem como requisito absoluto o oxigênio, porém as células cancerosas podem viver sem oxigênio – uma regra sem exceção.” E também: “Os tecidos cancerosos são tecidos ácidos, enquanto que os saudáveis são tecidos alcalinos.” Em sua obra “O metabolismo dos tumores”, Warburg demonstrou que todas as formas de câncer se caracterizam por duas condições básicas: a acidose (acidez do sangue) e a hipoxia (falta de oxigênio). Também descobriu que as células cancerosas são anaeróbias (não respiram oxigênio) e NÃO PODEM sobreviver na presença de altos níveis de oxigênio; em troca, sobrevivem graças a GLICOSE, sempre que o ambiente está livre de oxigênio… Portanto, o câncer não seria nada mais que um mecanismo de defesa que tem certas células do organismo para continuar com vida em um ambiente ácido e carente de oxigênio. Resumindo: Células sadias vivem em um ambiente alcalino e oxigenado, o qual permite seu normal funcionamento: Células cancerosas vivem em um ambiente extremamente ácido e carente de oxigênio: IMPORTANTE: Uma vez finalizado o processo da digestão, os alimentos de acordo com a qualidade de proteína, hidrato de carbono, gordura, minerais e vitaminas que fornecem, gerarão uma condição de acidez ou alcalinidade no organismo. Ou seja, depende unicamente do que você come! O resultado acidificante ou alcalinizante se mede através de uma escala chamada PH, cujos valores se encontram em um nível de 0 a 14, sendo PH 7, um PH neutro. É importante saber como os alimentos ácidos e alcalinos afetam a saúde, já que para que as células funcionem de forma correta e adequada, seu PH deve ser ligeiramente alcalino. Em uma pessoa saudável, o PH do sangue se encontra entre 7,40 e 7,45. Leve em conta que se o ph sanguíneo caísse abaixo de 7, entraríamos em estado de coma, próximo a morte. Então, o que temos a ver com tudo isto? Vamos ao que interessa!! Alimentos que acidificam o organismo: • Açúcar refinado e todos os seus subprodutos – o pior de tudo: não tem proteínas, nem gorduras, nem minerais, nem vitaminas, só hidrato de carbono refinado, que pressiona o pâncreas. Seu PH é 2.1, ou seja, altamente acidificante • Carnes – todas • Leite de vaca e todos os seus derivados – queijos, requeijão, iogurtes, etc. • Sal refinado • Farinha refinada e todos os seus derivados – massas, bolos, biscoitos, etc. • Produtos de padaria – a maioria contém gordura saturada, margarina, sal, açúcar e conservantes • Margarinas • Refrigerantes • Cafeína – café, chás pretos, chocolate • Álcool • Tabaco • Remédios, antibióticos • Qualquer alimento cozido – o cozimento elimina o oxigênio e o transforma em ácido – inclusive as verduras cozidas. Tudo que contenha conservantes, corantes, aromatizantes, estabilizantes, etc. Enfim: todos os alimentos enlatados e industrializados. Constantemente o sangue se encontra autorregulando-se para não cair em acidez metabólica, desta forma garantindo o bom funcionamento celular, otimizando o metabolismo. O organismo DEVERIA obter dos alimentos, as bases (minerais) para neutralizar a acidez do sangue na metabolização, porém todos os alimentos já citados contribuem muito pouco, e em contrapartida, desmineralizam o organismo (sobretudo os refinados). Há que se levar em conta que no estilo de vida moderno, estes alimentos são consumidos pelo menos 3 vezes por dia, os 365 dias do ano!!! Curiosamente, todos estes alimentos citados, são ANTIFISIOLÓGICOS!!…Nosso organismo não foi projetado para digerir toda essa porcaria!!! Alimentos Alcalinizantes • Todas as verduras cruas (algumas são ácidas ao paladar, porém dentro do organismo tem reação alcalinizante, outras são levemente acidificantes, porém trazem consigo as bases necessárias para seu correto equilíbrio); cruas produzem oxigênio, cozidas não. • Frutas, igualmente as verduras. Por exemplo: o limão tem um PH aproximado de 2.2, porém dentro do organismo tem um efeito altamente alcalinizante (quem sabe o mais poderoso de todos). Não se deixe enganar pelo seu gosto ácido. As frutas produzem quantidades saudáveis de oxigênio! • Sementes: além de todos os seus benefícios, são altamente alcalinizantes, como por exemplo, as amêndoas. • Cereais integrais: O único cereal integral alcalinizante é o milho, todos os demais são ligeiramente acidificantes, porém muito saudáveis.. Lembre-se que nossa alimentação ideal necessita de uma porcentagem de acidez (saudável). Todos os cereais devem ser consumidos cozidos. • O mel é altamente alcalinizante. • A clorofila das plantas (de qualquer planta) é altamente alcalinizante (sobretudo a aloe vera, mais conhecida como babosa). • Á água é importantíssima para a produção de oxigênio. “A desidratação crônica é o estressante principal do corpo e a raiz da maior parte de todas as enfermidades degenerativas”, afirma o Dr. Feydoon Batmanghelidj. O exercício oxigena todo teu organismo, o sedentarismo o desgasta. O Doutor George W. Crile, de Cleverand, um dos cirurgiões mais importantes do mundo declara abertamente: “Todas as mortes mal chamadas “naturais”, não são mais que o ponto terminal de uma saturação de ácidos no organismo. ” Como dito anteriormente, é totalmente impossível que um câncer prolifere em uma pessoa que libera seu corpo da acidez, nutrindo-se com alimentos que produzam reações metabólicas alcalinas e aumentando o consumo de água pura; e que por sua vez, evita os alimentos que produzem acidez, e se abstém de elementos tóxicos. Em geral o câncer não se contrai nem se herda… o que se herda são os costumes alimentícios, ambientais e o estilo de vida. Isto sim é que produz o câncer. Mencken escreveu: “A luta da vida é contra a retenção de ácido”. “O envelhecimento, a falta de energia, o stress, as dores de cabeça, enfermidades do coração, alergias, eczemas, urticária, asma, cálculos renais e arterioscleroses entre outros, não são nada mais que a acumulação de ácidos.” O Dr. Theodore A. Baroody disse em seu livro “Alkalize or Die” (Alcalinizar ou Morrer): “Na realidade não importa o sem-número de nomes de enfermidades. O que importa sim é que toda ela provém da mesma causa básica: muito lixo ácido no corpo!” O Dr. Robert O. Young disse: “O excesso de acidificação no organismo é a causa de todas as enfermidades degenerativas. Quando se rompe o equilíbrio e o organismo começa a produzir e armazenar mais acidez e lixo tóxico do que pode eliminar, então se manifestam diversas doenças.” E a quimioterapia? Não vou entrar em detalhes, somente me limito a enfatizar o óbvio: a quimioterapia acidifica o organismo a tal extremo, que este recorre às reservas alcalinas do corpo de forma imediata para neutralizar tanta acidez, sacrificando assim bases minerais (Cálcio, Magnésio, Potássio) depositadas nos ossos, dentes, articulações, unhas e cabelos. É por esse motivo que se observa semelhante degradação nas pessoas que recebem este tratamento, e entre tantas outras coisas, se lhes cai à grande velocidade o cabelo. Para o organismo não significa nada ficar sem cabelo, porém um PH ácido significaria a morte. Eis a resposta do começo: • É necessário dizer que isto não é divulgado porque a indústria do câncer (leia-se indústria alimentícia + indústria farmacêutica) e a quimioterapia são alguns dos negócios mais multimilionários que existem hoje em dia?? • É necessário dizer que a indústria farmacêutica e a indústria alimentícia são uma só entidade?? Nota: Você se dá conta do que significa isto? • Quanto mais gente doente, mais a indústria farmacêutica no mundo vai lucrar! E pra fabricar tanta gente doente, é necessário muito alimento lixo, como a indústria alimentícia tem produzido hoje no mundo, ou seja, um produz pra dar lucro ao outro e vice-versa, é uma corrente. Esta é uma equação bem fácil de entender. • Quantos de nós temos escutado a notícia de alguém que tem câncer e sempre alguém diz: “É…. poderia acontecer com qualquer um…” Com qualquer um??? Agora que você já sabe, o que você vai fazer a respeito? A ignorância justifica, o saber condena. “Que teu alimento seja teu remédio, que teu remédio seja teu alimento.” Hipócrates Fontes: http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-causa-prim%C3%A1ria-e-preven%C3%A7%C3%A3o-do-c%C3%A2ncer-por-otto-h-warburg-ganhador-do-pr%C3%AAmio-nobel http://ydecazio.blogspot.com/2011/11/causa-primaria-e-prevencao-do-cancer.html http://www.bibliotecapleyades.net/salud/salud_defeatcancer67.htm http://en.wikipedia.org/wiki/Otto_Heinrich_Warburg http://rmorais76.blogspot.com/2011/11/algumas-das-principais-causas-das.html

Higiene e Saúde

Olá, pessoal

Eu sou vera brilhante, avó responsável por dois netos levadíssimos, Graças a Deus!

Este médico tem nos agraciado com alguns artigos que são verdadeiras aulas, me levando a reavaliar  os meus hábitos no dia a dia.

Leiam e se gostarem por favor me retornem,  será um prazer manter contato.

Por Dr. Mercola

Se você pegar o seu filho com um dedo no nariz, provavelmente você vai desencorajá-lo.  Mas poderia o “mau” hábito de infância de escolher seu nariz e comê-lo, na verdade, isso é bom para você?

Um bioquímico da Universidade de Saskatchewan teorizou que o muco nasal, ou como é mais conhecido, meleca, tem um sabor açucarado que é destinado para seduzi-lo a querer comê-lo.

Fazendo isso, ele acredita; pode ajudar a introduzir patógenos a partir de seu ambiente para o seu sistema imunológico, o que resulta na construção das defesas naturais.

Outros especialistas acreditam que esta teoria, “que ainda tem de ser testado”, não necessariamente reter a água, porque você engole secreções nasais todos os dias, inclusive durante o sono, mesmo se você não comer os seus neurónios.

Ainda assim, há uma tendência em nossa cultura moderna a ser obsessivo sobre a limpeza, especialmente em crianças, e pode ser que xingar crianças para este hábito “sujo” pode realmente ser contraproducente.

Nem todos os germes são maus germes.

Uma criança criada em um ambiente desprovido de sujeira e germes, e que é dado antibióticos que matam todas as bactérias no seu intestino, não é capaz de construir a resistência natural à doença, e se torna vulnerável a doenças mais tarde na vida.

Esta teoria, conhecida como a hipótese da higiene, é provável que uma razão pela qual muitas alergias e doenças do sistema imunológico que dobrou, triplicou ou mesmo quadruplicou nas últimas décadas. Por que é que o seu sistema imunológico precisa “sujeira” e germes para se manter saudável?

Seu sistema imunológico é composto de dois principais grupos que trabalham em conjunto para protegê-lo. Uma parte do seu sistema imunológico implanta células especializadas brancas do sangue, chamadas de linfócitos Th1, que dirigem um assalto em células infectadas por todo o corpo.

A outra parte importante do seu sistema imunológico ataca os invasores ainda mais cedo. Ela produz anticorpos que tentam bloquear micróbios perigosos de invadir as células do seu corpo em primeiro lugar. Esta última estratégia utiliza uma diferente variedade de células brancas do sangue, designados por linfócitos Th2. O sistema Th2 também acontece a conduzir reações alérgicas aos organismos estrangeiros.

A terra pode ajudar o seu sistema imunológico crescer mais forte.

Ao nascer, o sistema imunológico de uma criança parece depender principalmente do sistema Th2, enquanto aguardava o sistema Th1 para crescer mais forte. Mas a hipótese da higiene sugere que o sistema Th1 pode crescer mais forte só se obtém “exercício”, seja através de combate a infecções ou por meio de encontros com certos micróbios inofensivos. Sem esse estímulo, os floreios sistema Th2 e o sistema imunológico tende a reagir com respostas alérgicas mais facilmente.

Em outras palavras, a hipótese da higiene postula que as crianças e os adultos não estão sendo expostos a vírus e a outros fatores ambientais como a sujeira, germes e parasitas resulta em seu organismo não ser capaz de construir a resistência, o que os torna mais vulneráveis ​​a doenças.

Alergias, doenças cardíacas e até a depressão ligada ao Ser ‘Too Clean “

Se você é saudável, a exposição a bactérias e vírus pode servir como “vacinas naturais” que fortalecem o sistema imunológico e fornecer imunidade duradoura contra a doença. Se você não receber essa exposição saudável aos germes em seu ambiente, ele pode acabar fazendo você doente. Os problemas de saúde associados já com a hipótese da higiene incluem:

  • Alergias um
  • Asma
  • Eczema
  • Doenças auto-imunes
  • Doença do coração, com um estudo de determinação de que a exposição a infecções virais durante a infância pode reduzir o risco de doença cardíaca mais tarde na vida de até 90 por cento 2

Mesmo a depressão tem sido ligada a exposição precoce aos patógenos, através de uma conexão inflamatória. 3 neurocientista Charles Raison, MD, que liderou o estudo, disse: 4

“Desde os tempos antigos microorganismos benignos, por vezes referido como ‘velhos amigos’, ter ensinado o seu sistema imunológico a tolerar outros microorganismos inofensivos, e, no processo, reduzir as respostas inflamatórias que têm sido associados ao desenvolvimento da maioria das doenças modernas, de câncer a depressão. “

Seu sistema imunológico determina se vai ou não ficar doente

Se você está procurando ainda mais evidências de que a meleca de comer pode não ser tão ruim, afinal, consideramos que é o estado de seu sistema imunológico que determina se você ficar doente quando você está exposto a um germe. Em um estudo, quando 17 pessoas foram infectadas com um vírus da gripe, apenas metade deles ficou doente. 5

Os pesquisadores encontraram alterações no sangue ocorreu 36 horas antes de os sintomas da gripe apareceram, e todos tiveram uma resposta imune, independentemente de ter ou não,  eles se sentiam doentes. Mas, as respostas imunes foram bastante diferentes …

Em participantes sintomáticos, a resposta imune incluiu respostas antivirais e inflamatórias que podem ser relacionados com a induzida por vírus estresse oxidativo. Mas nos participantes assintomáticas, estas respostas foram bem regulado. O grupo assintomático, também teve expressão elevada dos genes que funcionam em respostas antioxidantes e as respostas mediadas por células. Os pesquisadores observaram:

“A exposição ao vírus da gripe é necessária, mas não suficiente, para hospedeiros humanos saudáveis ​​desenvolver a doença sintomática. A resposta do hospedeiro [grifo nosso] é um importante determinante da progressão da doença. “

A linha de fundo?

 Se a exposição à bactéria em seus neurónios pode realmente ajudar seu sistema imunológico a ficar mais forte, então um caso poderia ser feito para o seu consumo (ou pelo menos, para não repreender seus pequeninos, se você encontrá-los com um dedo no nariz). Claro, você pode obter exposições germinativas saudáveis ​​outras maneiras, também …

Como Evitar ser excessivamente higiênico

Se a hipótese da higiene é verdade, e não há pesquisas de montagem que é, tentando manter o ambiente excessivamente estéril poderia sair pela culatra grande momento e realmente aumentar o risco de doenças agudas e crônicas. Você pode evitar ser “muito limpo”, e por sua vez, ajudar a reforçar a resposta imunológica natural do seu corpo, através de:

  • Deixar seu filho se sujar. Deixe os seus filhos ir jogar  fora, brincar com terra e ficar sujo (e perceber que, se seu filho come meleca, não é o fim do mundo).
  • Não usar sabonetes antibacterianos e outros produtos domésticos antibacterianos, que acabar com os microorganismos que seu corpo precisa para ser exposto a para desenvolver e manter a função imunológica adequada. Simples água e sabão são tudo que você precisa quando lavar as mãos. Os produtos químicos normalmente antibacterianos (triclosan) são muito tóxicos e podem ter sido encontrado para promover o crescimento de bactérias resistentes.
  • Evitar o uso desnecessário de antibióticos. Lembre-se que as infecções virais são imunes aos antibióticos, como os antibióticos só funcionam em infecções bacterianas.
  • Servir cultivados localmente ou carnes orgânicas que não contenham antibióticos.
  • Educar-se sobre as diferenças entre a imunidade natural e artificial , e tomar decisões informadas sobre o uso de vacinas.

Minha opinião sobre este artigo é quê; nós todos já sabemos  dessas coisas mas somos bombardeados por neuroses industriais que nos levam a usar não só produtos de limpeza como alimentos e outros artigos que acabam nos fazendo esquecer  do que é realmente bom.

Ex: quando a criança tem um resfriados, todos ficam te perguntando se você já a levou ao médico.

Já está medicaaada?

Eu, já utilizo produtos naturais, dentro das possibilidades, em especial para os meus netos, gosto de limpeza, porém acredito que precisamos deixar as crianças brincarem como nos tempos em que tínhamos mais espaços livres, agora temos que procurar o máximo possível por estes espaços e levar as crianças até lá para que elas possam desfrutar da liberdade de se sujar.

Estes são duas figurinhas, Gabriel4 e Rafael2

Estes são duas figurinhas, Gabriel4 e Rafael2