PROTEÍNA

A palavra proteína origina-se da idéia de que as proteínas são essenciais para a vida e seu principal nutriente. As vitaminas – vita que significa vida e amina que significa proteína – ganharam seu nome através do conceito errôneo de que os aminoácidos, os tijolos de construção da proteína, eram os componentes essenciais para a manutenção da vida. Os aminoácidos essenciais são aqueles que não podem ser sintetizados a partir de outros aminoácidos por isso devem ser consumidos na dieta alimentar. A maneira usual pela qual os aminoácidos não essenciais são formados é através do metabolismo de outros aminoácidos. Todos eles têm uma estrutura básica de um nitrogênio alfa-amino e ácido carboxílico. As proteínas são encontradas nos animais e nas plantas, mas a mistura dos aminoácidos – os tijolos de construção da proteína – é obtida a partir de diferentes fontes. Como resultado disso, há 21 aminoácidos comuns, sendo 12 não essenciais e nove essenciais.

É fundamental para a vida manter uma correta quantidade de proteína nos músculos e órgãos e é o objetivo principal do ajuste à fome. De fato, a perda de mais de 50% da proteína corpórea é incompatível com a vida. A proteína é estocada nos órgãos e não há nenhum compartimento transitório.

A Importância da Proteína
Há evidências de que, aumentando de forma modesta a proporção de proteína na dieta e, ao mesmo tempo, controlando a ingestão total de calorias, é possível:

  • Melhorar a composição corporal;
  • Facilitar a perda de gordura;
  • Melhorar a manutenção do peso corporal depois da perda de peso.

Retenção da Gordura
A humanidade está muito bem adaptada à desnutrição e à fome e essa adaptação reflete-se tanto na maneira como o corpo armazena energia e como ele utiliza esse armazenamento quando o alimento ingerido é reduzido ou completamente eliminado:

No homem médio de 70 kg, a maior reserva de calorias está na forma de gordura no tecido adiposo com aproximadamente 135.000 calorias* armazenadas em 13,5 kg de tecido adiposo.

*Uma caloria alimentar equivale a 1.000 calorias ou um kcal, mas para simplificar simplesmente serão conhecidas como calorias. Você também pode ver as calorias da dieta grafadas como “calorias”.

Nos indivíduos obesos, esse compartimento de reserva pode ser largamente expandido com a alimentação excessiva no longo prazo.

Existem aproximadamente 54.000 calorias armazenadas como proteína tanto em músculos como em órgãos, tais como o coração e o fígado. Apenas metade dessas calorias pode ser transformada em energia já que o esgotamento abaixo de 50% do total de proteína armazenada é incompatível com a vida.

Além de ser fonte de energia, a proteína tem um papel funcional em diversos órgãos, aí incluídos, o fígado; e a sua diminuição está associada com a diminuição da imunidade à infecção.

Na verdade, a causa de morte mais comum durante uma epidemia de fome é pura e simplesmente uma pneumonia bacteriana. Conservar a proteína é uma adaptação intimamente ligada à sobrevivência durante uma epidemia aguda de fome.

Shakes – Substitutos de Refeição e Manutenção do Peso
Estudos demonstram que os Shakes que substituem refeições são uma forma viável de manutenção do peso, como é reconhecido pela European Food Safety Authority e que o aumento da proteína para cerca de 30% da taxa metabólica de repouso, como estimado por bioimpedância, leva a uma maior perda de gordura com a retenção de massa corpórea magra.

esta matéria e muitas outras você pode encontrar no site da Herbalife

http://www.herbalifenutritioninstitute.com/br/

e muito mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s